Recomeços

Às vezes, mar calmo, horizonte próximo. Tudo certo. É o que pensamos.

Então, vem a onda. Gigante. Violenta.

E o horizonte se perde entre bolhas de ar. O mundo fica de cabeça para baixo.

O céu se foi com seu azul sereno.

Sobreviver já é o bastante. Já não mais interessam as gaivotas.

Já não mais interessam os golfinhos e seus saltos.

Apenas uma tábua de salvação basta.

Respirar sem engolir água.

Chegar até à praia mais próxima e chorar por ainda estar vivo.

Recomeçar.

Anúncios

0 Responses to “Recomeços”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s




Anúncios

%d blogueiros gostam disto: