“O curioso caso de … (continuação)

A maioria dos integrantes da excursão era composta por jovens. Muitos, recém egressos da faculdade.   Uma nova geração com valores diferentes, buscando estabilidade para o resto de suas vidas, a qual os acenava depois do portal do concurso público. Grande parte já se conhecia. Saudavam uns aos outros e perguntavam como tinha ido nessa ou naquela outra prova e trocavam informações. Curiosamente, apesar de concorrentes entre si, esses integrantes pareciam – pelo menos naquele momento – não se olharem como concorrentes, mas como componentes de uma mesma equipe a enfrentar um adversário comum.

Confesso que, inicialmente, senti-me deslocado. Provavelmente, eu deveria ser o mais velho da turma. Ironicamente, aquela era a primeira vez que me via em um local onde eu era o mais “idoso”. Isso fazia-me perguntar a mim mesmo o que eu estava fazendo ali. A sensação que tive foi a de que estava na contramão do tempo. Assim como Benjamim Button, o personagem do filme, parecia-me estar vivendo de trás para frente. Mas, com incríveis diferenças: sem a milionária herança deixada pelo pai, sem o rejuvenescimento da carne…apenas a sensação de deslocamento por estar vivendo momentos que não vivera durante minha juventude.

O que significava isso, então?

Anúncios

0 Responses to ““O curioso caso de … (continuação)”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s




Anúncios

%d blogueiros gostam disto: