SAINDO DA CAVERNA – Eu quero mais que navegar!

OLÁ PESSOAL!

Espero que não se assustem com minha aparência e meus modos. Estou tentando sair da caverna e manter contato com esse mundo virtual. “Que bobagem!” – comentarão ou pensarão alguns de vocês. Permitam-me discordar daqueles que assim pensam: não é bobagem! É algo extremamente complicado para quem não pertence a essa geração que já nasce “virtual”; para quem ainda alcançou televisores de válvulas e transistores. Calma! Não se assustem! Isso já passou! Mas foi uma revolução importante naquela época. Aliás, se não fosse ela, nós (nós?), digo, vocês não estariam navegando pela internet.

Mas não é só a questão da tecnologia em si que torna o que para vocês é um simples ato de respirar em desafio de dimensões antropológicas, sociais e psicológicas para os integrantes de minha espécie. Creiam-me: é um mundo totalmente novo, recheado de novos valores e paradigmas, todos -absolutamente todos –  diferentes daqueles que minha geração aprendeu. É algo meio que parecido como trafegar com um veículo que não tem rodas, nem volante, nem motor, nem nada (mas que existe e se locomove), por uma estrada sem chão, cujos sinais de trânsito vão sendo reiventados a cada nova curva; uma estrada que tem início, mas não tem meio nem fim. E que não se sabe onde vai dar. Penso que a maioria dos habitantes de minha caverna receiam – como eu – aventurar-se nesse novo e incrível ambiente.

É compreensível que alguns busquem justificar seu receio imputando a esse novo mundo a causa dos grandes males que assolam a Humanidade: da superficialidade dos relacionamentos à facilidade com que os grupos neo-nazi-fascistas se reúnem; do incremento da pedofilia ao narcotráfico.

É compreensível que alguns se assombrem com a infinitude desse novo mundo e da complexidade de suas armadilhas. É compreensível que alguns prefiram manter-se “livres” em suas cavernas, que serem acorrentados com os grilhões das múltiplas possibilidades que essa nova civilização produz em escalas estonteantes.

Mas, apesar de compreensível, prefiro o risco de acessar o desconhecido (não totalmente sem reservas ou sem receios: não dá prá virar totalmente uma cabeça de 45 anos de idade de uma hora para outra!). Afinal, se é fato que com um facilidade nunca vista é possível criar novas formas de destruição, também é fato que novas soluções para os grandes problemas que afligem a Humanidade possam ser encontradas, através da contribuição de tantas mãos invisíveis, unidas por uma característica que sempre permeiou a essência humana (e que a faz ser diferente das demais espécies): o desejo de superação!

Peço, portanto, aos novos companheiros de jornada um pouco de paciência comigo e que não tenham receio de me ensinar, nem de apontar onde estarei errando.

Eu quero aprender. Eu quero mais que navegar!

Erasmo Adelino

Anúncios

3 Responses to “SAINDO DA CAVERNA – Eu quero mais que navegar!”


  1. 1 WinHome-JefersonJS 29/12/2008 às 14:50

    Seja bem vindo ao futuro!
    Oi, sou eu Jeferson, espero que se entenda com o jeito como funciona o mundo dos blogueiros pois é isso que você é agora.
    Gostei do blog, e do grande discurso no qual representa a sua admiração pelo mundo da internet. A frase e muito legal ” eu quero muito mais que navegar!”, gostei.
    Abraço.
    Feliz Ano Novo

  2. 2 erasmoadelino 30/12/2008 às 21:03

    Valeu pela força, Jeferson! Já dei uma olhada no seu blog, mas confesso q entendi pouca coisa do q vcs estavam discutindo. Mas, no momento, isso é o q menos importa prá mim. Fico mesmo fascinado é com toda essa interatividade. Ah! Tou querendo botar uma cara no meu blog (pode ser a minha ou de alguma outra coisa parecida…ou não…rsss) e ainda não consegui. Quando puder, m d uma ajuda, ok? Um abraço e Feliz Ano Novo!

  3. 3 WinHome-JefersonJS 31/12/2008 às 10:28

    Você quer mudar o visual do blog né?
    Pois então, assim que eu terminar de completar um post especial que estou preparando no meu blog, eu te mando um comentario.
    ok?
    Feliz Ano Novo!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s




Anúncios

%d blogueiros gostam disto: